Ponto Digital

logo ponto digital white

EIT Digital – O Futuro da Educação para Competências Digitais (2022)

Neste relatório, o EIT Digital analisa as competências digitais e as especializações digitais através da análise das ofertas de educação e formação de instituições públicas e privadas.

O relatório “O Futuro da Educação para Habilidades Digitais” do EIT Digital faz parte da série de relatórios EIT Digital Makers & Shapers.

Neste novo relatório, o EIT Digital avalia as questões das competências digitais e da especialização digital em particular, tendo em conta a oferta de educação e formação em sentido lato apresentada pelos setores público e privado, identificando as principais lacunas e extraindo delas cenários futuros .

Depois de analisadas as principais tendências na oferta formativa pública e privada, o relatório identifica quatro lacunas principais:

Clara fragmentação em toda a Europa na abordagem às competências digitais

Em média, as instituições europeias de nível universitário para competências digitais especializadas demoram a alterar os seus currículos e a adaptar-se ao dinamismo das necessidades do mercado de trabalho

Falta de oferta do sector privado que aborde o nível médio de competências digitais

As ofertas dos gigantes tecnológicos e das estruturas especializadas do sector privado tendem a centrar-se nas próprias necessidades do mercado de trabalho e a ser exclusivas

De acordo com o EIT Digital, estas principais lacunas podem levar a quatro cenários extremos, com base em diferentes evoluções futuras na oferta de competências digitais gerais e especializadas, tanto no setor público como no privado: ‘Seletividade Digital’, ‘Plenitude Digital’, ‘Ampliação Digital’ e ‘ Privação Digital’.

3 recomendações para melhorar a educação para competências digitais

Com base nos cenários prospectivos, o relatório fornece três recomendações que podem ajudar a avançar no melhor cenário, a ‘Plenitude Digital’:

1. Todo o sistema de ensino público europeu, a todos os níveis, necessita de modernizar urgentemente os programas de educação digital, em grande parte desatualizados.

2. As iniciativas dispersas de educação digital privada devem evoluir para uma oferta global complementar, mais ampla e melhor coordenada de iniciativas de competências digitais.

3. A fim de melhorar a qualidade, a eficiência e a eficácia globais, as iniciativas, redes e ecossistemas pan-europeus em matéria de competências digitais devem ser melhor coordenados.

Confira a análise completa no site digital do EIT:https://www.eitdigital.eu/fileadmin/2022/ecosystem/makers-shapers/reports/EIT-Digital_Report_The-Future-of-Education-for-Digital-Skills.pdf