Ponto Digital

logo ponto digital white

Alumnus da CMU Portugal e Investigador do IT vence bolsa Consolidator do ERC

Alumnus da CMU Portugal e Investigador do IT vence bolsa Consolidator do ERC

Alumnus da CMU Portugal e Investigador do IT vence bolsa Consolidator do ERC

André Martins vai receber 2 milhões de euros para desenvolver projeto DECOLLAGE

André Martins, investigador do Instituto de Telecomunicações e alumnus do Programa CMU Portugal, venceu uma bolsa Consolidator do European Research Council (ERC) no valor de 2 milhões de euros para estudar redes neuronais artificiais aplicadas ao processamento de linguagem natural (em inglês, Natural Language Processing – NLP).

André Martins foi o primeiro alumnus do programa doutoramento Dual CMU Portugal, tendo obtido simultaneamente um doutoramento em Language Technologies pelo Instituto Superior Técnico e pela Carnegie Mellon University (CMU), em 2012. Desde então, manteve contacto com as iniciativas do Programa CMU Portugal, nomeadamente liderando dois projetos CMU Portugal – MAIA e GoLocal. É também Vice-Presidente de Investigação em Inteligência Artificial na Unbabelafiliada industrial do Programa CMU Portugal e parceira em diversos projetos de investigação do Programa CMU Portugal. Professor Associado do Instituto Superior Técnico, André Martins é também cofundador e coorganizador do Lisbon Machine Learning School (LxMLS) que conta com o apoio do Programa CMU Portugal.

As bolsas ERC Consolidator destinam-se a apoiar investigadores de qualquer nacionalidade, com 7 a 12 anos de experiência desde a conclusão do doutoramento. Esta bolsa irá apoiar o desenvolvimento do projeto DECOLLAGE (DEep COgnition Learning for LANguage GEneration) de André Martins, que irá procurar soluções para alguns problemas fundamentais do NLP, utilizando uma metodologia interdisciplinar inovadora que reúne ferramentas de inteligência artificial, modelagem esparsa, neurociência e ciências cognitivas. Segundo o investigador, “este projeto é mais um passo na superação das limitações das atuais tecnologias de NLP, que possibilita que humanos e máquinas comuniquem efetivamente em linguagem natural e trabalhem de forma colaborativa para a resolução de problemas cada vez mais difíceis”.

Esta bolsa Consolidator do ERC surge na sequência de uma Starting Grant do ERC atribuída em 2017, no valor de 1,4 milhões de euros, aplicada ao projeto DeepSPIN que permitiu desenvolver investigação à acerca de métodos de aprendizagem estatística estruturada combinados com redes neuronais artificiais, aplicando-os ao processamento de linguagem natural, incluindo tradução automática.